quinta-feira, 23 de agosto de 2012

...

É um facto que não gosto do síndrome do coitadinho mas ainda há outro, também ele tipicamente português, que me repugna ainda mais. O do "chico -esperto que se vai safando", aquele que critica a mentalidade portuguesa e que nem percebe que é exclusivamente devido a ela que a sua "chica - espertice" ainda pega e vai dando alguns frutos.

11 comentários:

Espiral disse...

Ya.

Odeio isso também.

Mas aqui neste mundinho é tão valorizado =/

Anónimo disse...

Bem eu deixei lá um comentário, no looongo esclarecimento que dizia "Resumindo: o Arrumadinho é um fascista" mas ainda não foi publicado. A ver vamos se será.


Isa disse...

e nao será ele um coitadinho quando se queixa o tempo todo que as pessoas nao o entendem, se levam demasiado a sério (no entanto ele explica-se...) e tal?

eu acho mesmo que a sorte da miúda foi ter-se enganado no destinatário. ato falho que a safou de ter de trabalhar com um gajo que se acha o suprassumo de tudo. nao ha saco

Izzie disse...

Gostava de acreditar que há um lugar especial para essas pessoas, na esquina da Travessa da Mediocridade com o Beco do Esquecimento.

(nas férias comprei a sábado duas vezes: um pastiche de atigos sem importância nenhuma com artigos que desconfio que foram pesquisados na wiki. a um nível básico, básico. quem o lê até fica a pensar que é a 8ª maravilha, e que ele é chefe daquilo tudo, para além de responsável por tudo e mais umas botas. que leiam a ficha técnica e o trabalho apresentado, e tirem as suas conclusões)

noiseformind disse...

Nenhuma dessas visões dicotómicas do post contribui para o avanço da raça lusitana bípede (não confundir com a mais interessante e apurada raça quadrúpede, que tão respeitada é no mundo de dressing equídeo). Só trabalhei com a tugalhagem durante 4 anos, na minha chegada à Arábia Saudita. E a minha opinião é igual à de muitos franceses e alemães: os portugueses são demasiado backstabbers entre si para conseguirem a hegemonia numa poule oraganizacional de variadas nacionalidades. Enquanto que a nomeação de um francês para a liderança de uma equipa representava uma espécie de guarda-chuva para os franceses que dela fizessem parte a nomeação de um português para o mesmo cargo era originários de imensas sevícias profissionais sobre os lusos a ela ligados, na tentativa do nomeado se mostrar à gestão e assim prosseguir carreira, nem que fosse à custa de despedir os elementos-chave para o sucesso da equipa, cujos KPI's da qual o tiranete era responsável de atingir.

Pérola disse...

Não há forma de mudarmos.
Está-nos entranhado.

RBM disse...

Acho que há forma de mudarmos sim, mas a mudança não passará decerto por: a) mediocridade e b) regurgitamento de lugares comuns como se estivesse a escrever a Metafísica dos Costumes. A questão que me enerva no senhor em causa e que ontem me levou a ter este semi-ataque de cólera é a abismal falta de noção de si mesmo. É o que Izzie escreveu é um tipo que se acha o máximo, que até se tem safo (agora nos blogues porque se aproveitou da fama do blogue da mulher mas não, que ideia), que se acha o supra-sumo da razão, conhecimento e cultura e depois sempre que escreve seja acerca do que for só se vê banalidade, "ah despacho dois livros em três dias" e depois vamos a ver é so Ken Follets e o restante top da Fnac. O que me pasma é ver a quantidade de gente que se deslumbra com aquilo. Hoje li uma a dizer que ia mandar fotos do marido a ler o livro dele, que estava muito contente porque o marido tinha sido posto a ler (!!!).

Anónimo disse...

isso da carta deve ter sido inventado da cabecinha dele, porque que eu saiba ele tem 3 ou 4 gajos acima dele! Por que raio haveriam de lhe mandar um cv e ainda mais pelos CTT. Um grupo de com. social como é a Cofina tem departamento de recursos humanos e só a Sábado tem como eu disse para aí uns 3 ou 4 a mandar mais do que ele.

Isa disse...

É isso, R, o que não se aguenta é isso, tanta insegurança, mas tanta, que precisa de se auto-valorizar e auto-elogiar o tempo todo. juro, nao ha paciência. eu cá sou bom, sou mt bom. meu... já nao tem idade pra isso, na boa.

Izzie disse...

Tenho p'ra mim que se lhe enviaram um cv foi à conta do blog, e não pelas funções que ocupa. E falta de noção de si é tal e qual o que define. Parece o sapo da história infantil: tanto incha que um dia explode :D

Catarina disse...

A pessoa em causa, que já todas identificámos, mexe-me cá com o sistema nervoso de uma maneira...! Diz à boca cheia que é o blog masculino mais lido de Portugal. Ora, para mim isso só se deve ao facto de vir atrelado ao blog da mulher! Mas adiante. Depois, foi a cena do workshop.......isto se calhar é assim e eu é que não estou a ver bem as coisas, MAS qql pessoa pode lembrar-se de ir debitar sobre um qql assunto e cobrar algumas dezenas de euros para ser ouvido?? Sem formação para tal (CAP)?? É que isso é mesmo à chico-esperto, e ainda houve quem quisesse pagar os tais 40€ para ir ouvi-lo!! Chamei-o de oportunista (epá passei-me, confesso), no facebook dele e fui bloqueada. Se ele não se identificasse com o oportunismo...não me tinha apagado o comentario nem bloqueado! Se era tão descabido o meu comentário, era eu que ia parecer yola, não eu.

Mas enfim!!, desculpa o testamento, mas soube bem desabafar :p