quinta-feira, 9 de agosto de 2012

...

Viver sozinha é mais ou menos isto. Saio do trabalho e vou a correr para apanhar a aula das sete e meia no ginásio. Treino, suo, faço um pouco de sauna, suo mais, tomo banho, mete os cremes todos, seco o cabelo, hora de vir para casa. Entretanto uma fome do diabo instalou-se - evito olhar para as esplanadas dos restaurantes onde bifes cheios de batatas fritas empurrados a canecas de cerveja lançam sobre mim um canto de sereia. Resisto a passar no Pingo Doce para comprar uma pizza. Resisto a ir ao Macdonalds dos Armazéns comprar um menu CBO. Chego a casa, "agora é que vai ser", penso enquanto esfrego as mãos antes de as atirar ao trabalho. Abro o frigorífico, a despensa, fogão a  bombar, mexe-se com a colher de pau a lamber os beiços, numa fome que era capaz de comer um boi e uma vaca. Tudo pronto, finalmente. Preparo com requinte o meu prato e sento-me para comer. Uma garfada, duas, três, quatro. Olho para o prato ainda com metade da comida por meter para dentro. Olho para o fogão onde está aquilo que na minha cabeça seria "a segunda vez". Penso "E agora quem vai comer isto?".

3 comentários:

Isa disse...

tb sou da turma do CBO :)

RBM disse...

Claro, grandes mulheres, grandes hamburguers!

Pink World Fabuloutin disse...

Como eu te compreendo!!! :/