segunda-feira, 4 de junho de 2012

...

Não tenho escrito muito porque, como disse a "A mulher Certa" num post aqui há uns tempos, não ando com muita paciência para isto. Tempo arranjar-se-ia, tal como tema, o problema é mesmo ter clareza  para articular um texto, conjugar determinadas palavras de forma a materializar a ideia em algo como deve ser. Não sou perfeccionista mas não gosto de merdas mal paridas, não há nada que mais me faça perder o interesse como leitora como textos de encher chouriços, não há nada que ache mais desolador nestas andanças dos blogues do que ver alguém a quem reconhecia talento a vomitar posts com a ponta dos dedos para manter os números de visitas. Nos blogues, tal como na vida, sou apologista do silêncio à falta de qualquer coisa de jeito para se dizer. É que depois, tanto nos blogues como na vida, chega aquele dia em que se volta em força com algo engraçado, original e interessante e já ninguém - ninguém que também interesse, leia-se - quer saber. Nos blogues, os leitores, na vida, as companhias, vão e vêm, a integridade de uma mensagem coerente e inteligente, à mínima prostituição, vai-se só.

3 comentários:

a mulher certa disse...

Tal e qual :)

As minhas africanisses disse...

Concordo. Como o meu blog é mini, tem poucas visitas, não sinto qualquer pressão, nem sei o que é isso. Até acho que com essa obrigação, um blog deixa de ter o propósito de ser original.

Amandine disse...

Concordo plenamente, mais vale escrever pouco e bem que escrever muito e palha.
Ainda assim gosto muito de vir cá frequentemente.
Adoro como escreves.