quarta-feira, 4 de abril de 2012

Os chamados efeitos colaterais da crise

Já me aconteceu mais  do que uma vez nos últimos tempos. Entrar num táxi, dizer a direcção para onde quero ir e receber de volta um  "mas sabe-me dizer onde é que isso fica? Mais ou menos...», ao qual acresce em tom desnessariamente justificativo, « é que ando nestas andanças há pouco tempo...».

3 comentários:

Maria disse...

Também me tem acontecido! O problema é que sou do pior que há a dar indicações e o meu sentido de orientação é péssimo: a crise aí agrava-se.

Timido disse...

Não sei bem se isso serão consequências das crise ou mesmo má preparação dos profissionais...
Eu não sou taxista e conheço o suficiente de Lisboa para chegar a qualquer lado...

Andreia Filipa disse...

Completamente! Aconteceu-me já mais que uma vez!
Fico indignada, e boquiaberta, mas há de tudo!