terça-feira, 17 de abril de 2012

...

Nós todos somos animais e fiéis à nossa natureza tendemos a atacar o mais fraco. Não vale a pena fugir a Darwin, que tinha imensa razão, fazer de conta que nós não, quando nos sentimos na mó de cima não nos sentimos tentados a abusar desse lugar privilegiado, a pisar ainda que ao de leve o que está pior, que deus nos livre, que somos tão boas pessoas. O que define sermos boas ou más pessoas não é sentirmos esse impulso natural de nos impormos - que é inerente- mas sim  o facto de o conseguirmos controlar ou não. É que uma coisa é ser animal, outra totalmente distinta, é ser besta.

8 comentários:

Isa disse...

<3

Luna disse...

Voltastes? :)

Phyxsius disse...

Eu não sei se teria descrito melhor... E é incrível a quantidade de pessoas assim que existem no mundo.

RBM disse...

Isa, <3 for you too.

Luna, fui só ali dar uma volta.

Pyhxsius, acho que todos nós lidamos com pessoas assim, nas mais variadas situações. Mesmo assim, felizmente ou infelizmente ainda não sei bem, ainda não me cruzei vezes o suficiente para evitar esta enorme surpresa sempre que me deparo com outra. Preciso de ganhar calo.

Luna disse...

ah bom... fico mais descansada. és boa leitura, mesmo mesmo.

Anónimo disse...

Ainda bem que voltou. Tenho andado a ler o blogue e... vale muito a pena continuar. Tem-me ajudar a encarar melhor certas coisa. Muito bom!

Anónimo disse...

É verdade. Já tive infelizmente, oportunidade de me cruzar com gente desta. Ao principio sentia-me pequenino, magoado e envergonhado. Hoje o calo é outro e não deixo que isso interfira no meu bem estar. Um sorriso, um “és um asno” e viro costas.

Nuno (o da gata branca)

Anónimo disse...

Ohh há tanta gente assim... e também ainda não ganhei calo :(