quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

...

Uma pessoa julga que se conhece - não nas grandes questões existenciais e muito menos nas metafísicas, não naquela cena do quem sou eu, onde estou e para onde vou e também não na eterna perturbação de que existência se verificou primeiro, se a do ovo, se a da galinha - mas nas pequenas coisas que orgulhamos em divulgar como características nossas. Depois chega a esta fase, pertíssimo da comemoração de um mais aniversário e:

 - Afinal já não se gosta do Inverno, tem-se saudades do Verão;
 - Não se mete para dentro uma gota de álcool desde o fim-de-ano;
 - Passou-se a incluir queijo na sua dieta diária;
 - Quer lá saber se os Radiohead vêm ao Optimus Alive;
- Acorda cedo ao fim-de-semana "para aproveitar bem o dia livre".
- Já não se deixa enganar pela inclusão do Henry Miller na secção erótica da Fnac e permite-se a abandonar o Trópico de Capricórnio antes do meio.

Sem comentários: