terça-feira, 29 de novembro de 2011

Aquela mania portuguesa de esperar sempre o pior das coisas...



...nem sempre se concretiza. Haja fé.

Sem comentários: