quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Aquilo que comummente se acusa as mulheres, também eu já levei com essa, é do desespero típico dos anos a passarem impiedosamente na cara sobre a forma de pés-de-galinha que as precipita para relações que não as preenchem totalmente. O medo da solidão é de facto uma coisa perigosa, bem o vi em histórias conhecidas de emparelhamentos que o tiveram exactamente como factor impulsionador; elas meramente contentadas com os cortes de cabelos foleiros e piadas sem piada. É lixado, calculo. Pior só o oposto, de sentir não que se receia estar sozinha mas que não se tolera estar acompanhada.

[E querer estar.]

2 comentários:

Pink World Fabuloutin disse...

Há mais pessoas assim!!! ;)

Piston disse...

Abraçar a mediocridade tem como efeito secundário a perda de faculdades a nível do ouvido interno.

http://youtu.be/M902ZJHzaLE?t=5m