terça-feira, 30 de agosto de 2011

Relógio Biológico - Parte II

Nunca fui uma pessoa que ligasse especialmente a crianças ou que tivesse um sentido maternal apurado - já em pequena quando as minhas amigas de brincadeiras tratavam excepcionalmente bem dos seus Nenucos, eu cortava-lhes o cabelo e deixava-os andar todos nus, só com um chapéu na cabeça, durante dias. Contudo, de há uns meses para cá algo de anormal se passa e admito que me descontrolo um pouco na convivência com bebés e crianças pequenas. As pessoas com quem desabafo acerca disto dizem-me todas que é normal - que se trata de uma armadilha biológica do nosso organismo, para nos lembrar que estamos no auge da nossa capacidade reprodutora e que enquanto agora temos por mês um quantidade razoável de óvulos que seriam facilmente fecundados à segunda ou à terceira tentativa, com o passar dos anos não vai ser assim, e se nos atrasarmos acabamos a passear um carrinho de bebé...com um caniche lá dentro. Eu concordo, porque racionalmente sei que - se por obra e milagre do Espírito Santo- eu engravidasse agora, tinha logo ali um acidente vascular cerebral, mas o problema é o lado animal, o instintivo. Hoje fui almoçar com umas amigas minhas, sendo que uma delas foi mãe há cerca de um mês. Eu ainda não conhecia a menina e quando a vi no cestinho, de sapatos cor-de-rosa e touquinha de bordado inglês ouvi a porra de um tic-tac, tic-tac insistente. Passada meia-hora eu ainda estava com a bebé ao colo, a comida a arrefecer no prato há uns dez minutos. As minhas outras amigas já estavam impacientes porque também queriam pegar nela e eu parecia o Gollum agarrado ao anel. Até que a mãe lá a arrancou dos meus braços, com a desculpa que eu tinha de almoçar mas eu percebi perfeitamente que ela já estava era receosa que eu raptasse a filha. Compreensível.

6 comentários:

A Tulipa Azul disse...

Acho que é normal todas as mulheres ter o seu relógio biológico a trabalhar:)

http://atulipaazul.blogspot.com/

Piston disse...

Os homens vivem esse pesadelo durante toda a vida. Será que podemos contar com a vossa compreensão?

Fuschia disse...

Pois, o meu está parado. Talvez até tenha parado por haver pressão por todos os lados e eu sempre fui do contra. (mas adoro os filhos dos outros, sempre adorei)

Don disse...

Podias arranjar um gato.

RBM disse...

Olha boa!

Sara disse...

I hear you, my friend! Stay strong and don't follow the light!lol