segunda-feira, 11 de julho de 2011

Tenho uma colega, que muito modestamente comenta a sua beleza e o seu bom gosto. É uma míuda normal e veste-se daquela forma uniforme do "estou na moda". A falta de noção da vulgaridade dela é acentuada pela necessidade que tem em chamar a atenção acerca do aspecto dos outros; o que deita por terra a teoria da auto-confiança. Qualquer mulher que sabe que é bonita e que tem gosto, não diz mal de outra mulher bonita e com gosto: isso é mito do homem que fantasia com gatas engalfinhadas. As mulheres bonitas e elegantes admiram-se, arranjam-se umas para as outras de modo a inspirarem-se mutuamente e apesar de até poderem rivalizar, respeitam-se. O choque acontece entre essas que querem ou julgam-se ser belas mas não são e as outras que efectivamente o são; repudiam-se mutuamente, porque as primeiras não admitem que as outras é que são as bonitas e as segundas não suportam a banalidade, a diferença é que estas últimas são dotadas de uma condescendência que as torna educadas aos atentados à classe. Reparam mas calam. Explico isto porque no outro dia chego ao trabalho, num raro vestido adquirido nos saldos, de corte direito e azul-marinho. A tal colega, num top assimétrico justo de riscas neon e skinny jeans pretas, dá-me um puxão no mesmo e diz "pareces uma freirinha", ao que respondi, no modo azedo matinal "ainda bem, não sou mesmo puta". E como sou daquela categoria que não tem necessidade de comentar o visual alheio, calei o "como tu".

5 comentários:

o anão gigante disse...

Estou cada vez mais longe de entender as mulheres, mas o melhor deve ser não.

RBM disse...

Então falhei. Este era um post explicativo das mulheres.

Tolan disse...

Eu vi aqui duas gatas engalfinhadas neste texto eh eh eh *arroto de cerveja*

RBM disse...

não viste, como a única "gata" era eu (resposta muita modesta, isto é porque entretanto acabei de esticar o cabelo, e agora sinto-me assim imbatível. ah, e porque a minha colega é uma cabra!)

Sara disse...

E mais nada! Brilhante auto-retrato (das mulheres com classe, entenda-se!) :)