quarta-feira, 20 de julho de 2011

Num dos livros da minha vida, o Milan Kundera diz algo assim:

«O amor não se manifesta pelo desejo de fazer amor (pois isso se aplica a todas as mulheres) e sim pelo desejo do sono compartilhado (isso se aplica a uma só mulher)».

No caso das mulheres, tudo se inverte. O amor é claramente manifestado pelo desejo de fazer amor (que se aplica a um só homem) e não pelo sono compartilhado, que não se aplica a nenhum.

E assim, fartas de levar com patadas dos homens enquanto dormem e sonham que estão a jogar à bola com os amigos, decidimos abdicar deles e arranjar um gato. E como o universo é irónico, acontece-nos isto.


3 comentários:

Isa disse...

É o universo a dizer-te: não desistas já... ;)

Surpresona ter um post teu a esta hora :)
Bjo

RBM disse...

ando cheia de insónias de Isa ;)

beijinhos

RBM disse...

(não são "insónias de Isa", são insónias Isa :))