quinta-feira, 14 de julho de 2011


Quando li isto, tive de discordar num mero ponto, com o devido respeito que tenho pela autora. O que me irrita na Pipoca e imitações (à Pipoca reconheço o pioneirismo) não é a feminilidade - mas a ridicularização da mesma. Ser feminina, não tem a ver com maquilhagem e carteiras de marca; feminilidade é essência, é a Vénus de Boticelli, nua e de ondas ao vento, e não a melhor das fashionistas que não faço ideia quem seja em sapatos Loubotin. O que me irrita nas Pipocas e afins não é que sejam femininas, no sentido que vestem as roupinhas da moda e postem as fotografias das indumentárias para alimentar o resto das ovelhas tresmalhadas no fashion sense - é que deturpem um conceito, uma noção, que façam de conta que não percebem que não há dinheiro nenhum no mundo que compre a feminilidade a quem não nasceu com ela.

2 comentários:

Isa disse...

:) adorei (não sei se o comentário se vai repetir que a minha net aqui tá uma desgraça...)

mas o que me irrita na pipoca, e similares, é o facto de ser mulher é ser aquilo. e acreditar nisso... no fundo no fundo, acreditar nisso. gajas a queimar sutiãs pela causa, pá, este mundo tá perdido ;)

enfim, cada um com o seu nervoso :P
Bjoo

Sara disse...

Ora nem mais! My opinion exactly. :)