sábado, 16 de julho de 2011

Como detectar que está deprimida - I

Acorda ao meio-noite da noite, quatro ou cinco da manhã com um enorme desejo de comer gelado. Vai à cozinha, descobre uma caixa de sabor de "chocolate e pedaços de brownies" que leva para o quarto, juntamente com uma colher de sopa. Senta-se na cama, às escuras, e apardalada pela gula e pelo sonolência, começa a cavar na deliciosa substância. Come até ao fim, até não sobrar mais nada e pousa os vestígios do crime nocturno na mesinha de cabeceira. Deita-se e pega outra vez num reconfortado e profundo sono.

De manhã acorda e observa, num misto de estranheza e curiosidade, o pacote vazio, "mas que merda é esta aqui". Tem um pequeno flashback, recorda-se de tudo e petrifica-se com a antecipação de um futuro numa série vindoura do Biggest Loser.

Sem comentários: