sexta-feira, 8 de julho de 2011

Coisas

O meu ex-namorado, durante dois anos, dizia-me através de insinuações ou acusações directas que ele gostava mais de mim do que eu dele. Que ele se preocupava mais comigo, do que vice-versa. Apontou e detalhou todas as supostas assimetrias da nossa relação, até a uma exaustão que não são para ser aqui faladas, por pudor, recato, noção de intimidade. O que releva é que agora, actualmente, eu ainda escrevo textos cujo início é "O meu ex-namorado...", ele, ele escreve (muitíssimo bem, diga-se) acerca de economia e política.

Sem comentários: