segunda-feira, 18 de julho de 2011

Ainda durante a sessão de compras deparo-me, chocada, com isto numa livraria.
























O homem morreu há duas semanas atrás, para aí. Quando chego a casa e conto perplexa ao meu pai, ele diz com um ar muito natural que já sabia, que o Professor Marcelo tinha falado nele ( é por estas e por outras que nunca peguei num manual de Direito teu, embora achasse enternecedor ver-te a falar sozinho pelos corredores da faculdade). Bem, e um inquéritozinho por parte do Ministério Público para ver há quanto tempo estava este projecto no forno? Tipo o Jack Kerouac, escreveu "Os subterrâneos" numa noite, não digo que seja impossível...

[e as estrelas apagam-se sim, é o que origina os buracos negros, desculpem lá retirar a poesia ao título].

3 comentários:

Sara disse...

Fiquei a saber disto ontem também -justamente através do Marcelo, para meu grande espanto - e tive exactamente a mesma reacção de incredulidade... Ainda não se passaram 15 dias e já alguém está a amealhar bom dinheiro às custas dele, com esta obra prima nas bancas....No mínimo suspeito!

Cláudia G. disse...

e homenagem, porquê? o que é que ele fez na vida digno de tal?

RBM disse...

Morreu novo. Foi isso que ele fez.