segunda-feira, 20 de junho de 2011

Só estou sozinha em casa e tocaram-me à campainha. Ligeiramente amendrontada, ignorei. Voltaram a tocar. Perguntei então com voz bruta e grossa, "quem é, quem é?" e ninguém respondeu. Os gatos entretanto apareceram cada um do seu canto e reuniram-se à volta da porta, também inquiridores de quem poderia ser a esta hora.

A sério, eu já tenho problemas em dormir.

Sem comentários: