sábado, 18 de junho de 2011

Penso

Que um dia vou acordar e não vou sentir mais a tua falta. Mas "ainda" não.

2 comentários:

Tolan disse...

Duas experiências, uma amorosa (fim de relação) e uma morte, mostraram-me que em qualquer caso é impossível não sentir a falta e uma pessoa tem de viver com isso e pronto. Diz que há quem 'esqueça', deve ser bom.

RBM disse...

No outro dia vi um artigo sobre uma medicação que é suposta bloquear más recordações. Se não fizer crescer pélos em sítios esquisitos eu partilho o nome.