quinta-feira, 23 de junho de 2011

Eu sei que já não és, nem de longe nem de perto, o homem por quem me apaixonei. Mas como a culpa do teu embrutecimento foi minha, o meu castigo é continuar a gostar de ti.

Sem comentários: