segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Disappointing point

Encontrei-me passivamente desiludida. Passou demasiado tempo e passaram-se poucas coisas, uma história sem enredo e elenco. Desiludi-me com os amigos que não o eram, desiludi-me com quem amei e não me amou de volta ou pelo menos do jeito que eu quis - não sei e não interessa. Desiludi-me com a idade que trouxe erros sem sabedoria, desiludi-me com o tempo que passou sem esperar pela acção. Assisti a tudo e agora sei, que não há maior dor do que a provocada pela desilusão da incapacidade em deixar as outras passarem.

Sem comentários: